Sunday, August 8, 2021

Galáxia de Andrômeda, efeito doppler e expansão do universo

Estava em dívida com Andrômeda desde de minha última e única tentativa de captura-la! as falhas foram tantas que a fotografia nem de longe conseguia apresentar as belezas dessa nossa vizinha.

Além de apresentar minha mais recente captura dessa gigante espiral com massa solar estimada superior a da nossa própria galáxia, vale comentar rapidamente sobre expansão do universo e efeito doppler.

Galáxia de Andrômeda. Foram 4 horas de captura.

Sabemos que segundo a teoria da relatividade de Einstein e os trabalhos experimentais de Hubble é forte a teoria de que o universo está em expansão, mas como se sabe disso ? Resumindo a história, Hubble identificou que havia uma diferença, um deslocamento para o vermelho, das ondas de luz analisadas de todas as galáxias. Esse resultado na mudança da frequência/comprimento de onda da luz em relação ao observador (nós) e a fonte (galáxia) é explicado pelo efeito doppler (na Cosmologia recebe o nome de Expansão Cosmológica). E como ele é para o vermelho, significa que as galáxias estão se afastando de nós! portanto o universo está em expansão.

ENTRETANTO ... Andrômeda (e algumas outras galáxias) possuem um deslocamento para o azul! E isso significa que o observador e a fonte estão se aproximando. Então a teoria de expansão do universo está errada ? 

A resposta é NÃO. Na verdade o que se sabe é que o deslocamento para o azul realmente acontece devido ao efeito da gravidade entre galáxias que fazem parte do mesmo grupo local ou que estão próximas, como é o caso da Via Láctea e Andrômeda. Quando se analisa galáxias mais distantes, o deslocamento é para o vermelho.

Céus limpos a todos

@astronomiaNoCerrado

No comments:

Post a Comment

Nebulosa Cabeça de Cavalo

A famosa região da Cabeça de Cavalo na constelação de Orion está localizada a 1.500 anos-luz da Terra na proximidade de uma das "As Trê...