Tuesday, August 6, 2019

NGC 1365 - Processamento

Utilizei PixInsight dessa vez para processar minha captura da NGC 1365. Tentei seguir o passos do tutorial do Rafael Compassi do canal AstroFoto. Ë simples mas da um bom resultado, para uma primeira vez com PixInsight fiquei satisfeito





As ferramentas utilizadas foram:
  • ScreenTransformationFunctions
  • DynamicCrop
  • DynamicBackgroundExtraction
  • BackgroundNeutralization
  • PhotometricColorCalibration
  • HistogramTransformation
  • ACDNR
  • SCNR
  • ColorSaturation

Monday, August 5, 2019

EBA - Encontro Brasileiro de Astrofotografia, Missão cumprida!

Longas horas sem dormir observando o céu e o aguardado dia havia chegado. Não só porque eu teria que dar um jeito de capturar meu objeto de céu profundo desejado, mas também porque o colega Sidney havia prometido fazer aquele costelão gaúcho no almoço. Sem dormir na noite anterior fui até a cozinha tomar meu café da manhã e lá estava ela!


Almoçamos depois de assada por unas 8hrs! Estava espetacular!
Os dois primeiros dias de EBA serviram para corrigir problemas e testar possibilidades de capturas. Sendo assim pude aproveitar poucos frames das noites anteriores, mas o equipamento estava quase 100%. Na última noite resolvi checar a colimação dos espelhos do SCT, já que na última captura de Helix ficou claro que haviam alguns problemas. Refiz a colimação mais uma vez com a ajuda do meu amigo do fundão Renato. Como o céu estava muito ruim, usamos uma luz um pouco difusa no horizonte, mas funcionou bem!
Tudo contornado, porém ainda não tinha cumprido minha missão de capturar uma galáxia 😩. O Céu não ajudou muito durante esses três dias e os alvos que eu havia planejado, na maioria das vezes já estavam muito baixos no horizonte para serem capturados quando as nuvens davam uma trégua. Lembrei que na tarde do dia anterior, um colega me apresentou uma galáxia em espiral (NGC 1365) e que estava disponível das 2 da madrugada até o nascer do sol. Pronto! era minha última chance de capturar minha galáxia.

Dessa vez resolvi fazer como manda o figurino, me planejei para tirar os tipos de frames necessários para ter uma boa amostra dessa galáxia. Um pequeno problema aconteceu durante a captura, a bateria da 6D acabou! E como eu tava dentro do carro pra fugir do frio, fiquei algum tempo sem capturar frames.Troquei bateria e pude continuar o processo.
Foram um pouco mais de 3 horas de captura empilhadas e sem processamento.

  • Lights : 38 x 300s ISO 1600
  • Darks: 10 x 300s ISO 1600
  • Flats: 10 ISO 1600
  • Bias: 10 ISO 1600


NGC 1365 é uma galáxia espiral barrada localizada na direcção da constelação de Fornax.  Ela tem cerca de 200 mil anos-luz de diâmetro. Localizada a cerca de 60 milhões de anos-luz de distância da Terra. No seu centro habita um buraco negro supermassivo de 2 milhões de massas solares. Essa estrutura curvada se dá pelo fato de que objetos orbitam o núcleo da galáxia em tempos distintos. Um giro completo é estimado em 350 milhões de anos.

Lições aprendidas:

  • EBA é um evento fantástico. Além de aprender muito você fará novas e boas amizades
  • Quando for colimar um SCT sempre volte o ponto luminoso para o centro da FOV entre um ajuste e outro.
  • Aprenda o Plate Solve, torna a noite muito mais produtiva
  • Procure ter um adaptador AC para sua câmera DSLR, vai evitar frustações com as baterias.
  • Mantenha o foco no objetivo! Persistência!




Sunday, August 4, 2019

EBA - Encontro Brasileiro de Astrofotografia, Segunda Noite

Iniciei a segunda noite com uma novidade no meu equipamento. Coloquei um filtro que isola efetivamente emissão H-Alpha, H-Beta e Oxygen II, mas ele me trouxe mais problemas durante a noite. O Plate Solve não estava funcionando corretamente, provavelmente pela aparente redução de estrelas no campo de visão e o foco estava difícil de ser alcançado. Acabei perdendo muito tempo tentando resolver esses problemas e por fim retirei o filtro. Utilizei a estrela Vega para refazer o foco. Precisei ainda melhorar meu alinhamento polar, utilizei o posicionamento relativo da montagem equatorial de um colega com a estrela polar sul, utilizamos um laser para isso. O novo alinhamento polar caiu de 4'' para 1''.



Mais uma vez o céu ficou nublado até por volta das 2 horas da manhã, tinha restando então pouco mais de duas horas para procurar um bom alvo. Dessa vez o objeto escolhido foi a nebulosa planetária NGC 7293. Foram um pouco mais de 2 horas de exposição com diferentes ISOs e tempos. Por hora sem darks, flats e bias.


Nebulosa Hélix, também conhecida como Nebulosa da Hélice ou Olho de Deus. A Hélix ou NGC 7293 é uma nebulosa planetária localizada na constelação de Aquarius e distante da Terra 700 anos-luz. Sua origem se dá há alguns milhares de anos atrás causada por uma estrela semelhante ao sol em fase final de sua vida.



Saturday, August 3, 2019

EBA - Encontro Brasileiro de Astrofotografia, Primeira Noite

Esse ano tive o prazer de aprender com os colegas de astrofotografia no EBA 2019. Esse evento tão aguardado ocorre uma única vez no ano nos arredores de Brasilia, durante uma semana inteira (muitos gostam tanto de chegam antes e só vão embora depois 👀). Quem frequenta esse evento tem a possibilidade de compartilhar experiências e conviver com astrofotógrafos de todo o Brasil e até do exterior. E mais uma vez para mim foi um intensivo de aprendizagem.
Nessa primeira parte do post, vamos falar um pouco sobre a primeira noite no EBA, que como de costume é quase sempre cheia de problemas e perrengues.
Cheguei no período da tarde no local do evento, uma fazenda de um colega do Clube de Astronomia de Brasília, que me recebeu muito bem e logo fui para o local onde os equipamentos estavam sendo montados para descarregar meu setup.


Consegui finalizar tudo ainda com a luz do sol para me ajudar. E ai começaram os problemas!
Tive problemas de alinhamento polar, colimação do C8, foco da câmera primaria e foco da guiagem!
Nessa primeira noite consegui ajustar razoavelmente todos eles com a ajuda do colega Renato Souza (que também me ajudou com Plate Solve, vou escrever sobre isso em um outro post).
O alinhamento polar ficou ruim, a guiagem com erro de 4'' não ajudou em nada os frames de longa exposição. Consegui com certo custo apenas frames de 120 segundos. A colimação do SCT fizemos na madrugada, levou um tempão. Diria que ficou uns 95%. 

Resolvido parcialmente esses problemas, lá pelas 1:30 da manhã comecei as capturas. Aliás tentei,pois o céu ficou nublado! Ai é hora de andar pela plantação de telescópios e dar risada com os amigos.
Meu objetivo principal era capturar pequenas galáxias, mas aquelas que eu tinha mapeado já estavam baixas no horizonte e achei melhor tentar objetos mais brilhantes. O alvo mudou para a Nebulosa Trifida (Messier 20), vizinha da Nebulosa da Lagoa (Messier 8).
Nessa hora que o colega Renato me ajudou muito, conseguimos configurar o APT para fazer Plate Solve, já que com o BackyardEOS com Astrotortilla não estava tendo sucesso.


Com todos os perrengues consegui salvar apenas 3 frames de 120 segundos a ISO 1600 da M20, que foram empilhados


A Nebulosa Trífida (Messier 20, NGC 6514) é uma região HII, ou seja uma região composta de gás estelar e poeira onde recentemente, em termos astronômicos, começou formar novas estrelas. Está localizada na constelação de Sagitário e seu nome significa "dividido em três lóbulos". O objeto é uma combinação incomum de um aglomerado aberto de estrelas, uma nebulosa de emissão (a parte inferior, vermelho), uma nebulosa de reflexão (a parte superior azul) e uma nebulosa escura (aparentes "lacunas" na nebulosa de emissão, que causam a aparência trifurcarda).
A Nebulosa Trífida é um objeto brilhante e colorido. Situa-se aproximadamente 5.200 anos-luz em relação à Terra.

Novidades para a próxima temporada e as razões

Enquanto a chuva predomina por aqui na região resolvi avaliar a possibilidade de melhorias no equipamento para a próxima temporada em 2021. ...